Precisa-se de jornalistas na RBS

Um dos preceitos básicos da faculdade de jornalismo é SEMPRE cuidar com o que se escreve, principalmente se tratando de reproduzir matérias de outras mídias (famosa clipagem), para não escrever nenhuma besteira. Mas me parece que isso é algo ignorado pelos jornalistas da RBS:

Imprensa venezuelana destaca dificuldade de enfrentar o Grêmio
Jornais lamentam que os dois times do país peguem brasileiros nas quartas-de-final

A tradição do Grêmio, bicampeão da Copa Libertadores, chama a atenção dos jornais da Venezuela. O diário 2001 destaca na manchete nesta terça: “Quem detém os brasileiros?”, se referindo às missões ingratas de Caracas e Nacional, que enfrentarão Grêmio e Palmeiras, respectivamente. O outro confronto das quartas com brasileiros será entre Cruzeiro e São Paulo. A publicação destaca que o time gaúcho foi o melhor time na fase de grupos da competição continental.

— É uma partida complicada, pois o Grêmio tem grandes jogadores. Mas nós estamos muito bem, estamos seguros que será uma grande partida — declarou o atacante do Caracas Emilio Rentería.

O El Universal abre a reportagem sobre o jogo com uma declaração do técnico Noel Sanvicente, pregando tranquilidade aos seus comandados.

— Sabemos da qualidade do rival, difícil como todo brasileiro, vão querer fazer gols, mas nós devemos ter a personalidade para fazer nosso jogo e buscar o resultado — salientou.

O jornal destaca os retornos do volante e capitão Luis Vera e do lateral-direito Giovanni Romero, recuperados de lesão.

— É um encontro importante, tanto pelo lado pessoal como no coletivo, porque é muito bonito para um jogador estar em uma partida assim, histórica para o Caracas, porque é a primeira vez que estamos buscando a classificação às semifinais — observou Romero.

Já o Meridiano estampa que o Grêmio buscará um empate com gols.

— Um empate com gols seria bom. Assim faremos prevalecer a vantagem no Olímpico — declarou o meia Tcheco.

A publicação diz ainda que o capitão gremista pregou respeito ao Caracas, apesar de reconhecer que o time tem poucas informações do rival venezuelano (Marcelo Rospide observou jogos para passar dados aos jogadores). O jornal citou também a estreia do técnico Paulo Autuori na Libertadores com o Grêmio.

Não se averigua mais nada, não? Desde quando o Nacional é da Venezuela??? Além do mais, na própria matéria do jornal “Diário 2001” ele cita o Nacional como um time do Uruguay. Além do mais, eles não podem lamentar que “os dois times do país peguem brasileiros”, pois só há UM time da Venezuela ainda na competição!

Sugestão: Colegas formandos ou formados em jornalismo, envie seu currículo para a RBS, pois me parece que estão precisando de novos jornalistas.

2 respostas para Precisa-se de jornalistas na RBS

  1. Juliana disse:

    Tô agüardando um post seu sobre o diploma!
    Beijos com saudades

  2. Realmente no mundo globalizado e digital existe a clipagem e a falta de originalidade de alguns supostos “jornalistas”. Nos tempos modernos se tornou mais facil ser um jornalista em consequencia da internet e do facil acesso a informacao, mas o jornalismo de pesquisa e original sempre vai estar a um passo na frente. Aos “clipeiros”, a dica e ser pelo menos mais criativo. Um abraco, Lindenberg Jr., editor da Soul Brasil magazine de Los Angeles, EUA.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: