Bento 16 é recebido por Bush na chegada aos EUA


Bento 16 se disse 'envergonhado' com casos de abusos sexuais

O papa Bento 16 chegou nesta terça-feira a Washington para o início de uma visita oficial de seis dias aos Estados Unidos.

O presidente americano, George W. Bush, mostrou uma deferência inédita ao papa ao recebê-lo pessoalmente na base militar Andrews, no Estado de Maryland, onde o avião de Bento 16 pousou.

Ao longo de todo seu mandato, Bush não foi receber nenhum outro dignatário internacional em suas chegadas aos Estados Unidos.

O presidente americano foi reeleito em 2004, depois de conquistar o voto da maior parte dos católicos americanos, apesar de estar disputando com um rival católico, o senador democrata John Kerry.

Uma recepção ao papa está programada para quarta-feira, na Casa Branca, com a presença de 12 mil pessoas – um número que supera até o da suntuosa recepção à rainha Elizabeth 2ª, recebida no ano passado por 7 mil pessoas na residência presidencial americana.

Pedofilia

Bento 16 disse nesta terça-feira, pouco antes de embarcar para sua visita oficial aos Estados Unidos, que a Igreja vai excluir os padres envolvidos em escândalos sexuais.

“Nós vamos excluir por completo pedófilos do Santo Ministério”, afirmou Bento 16, ao responder a perguntas de repórteres a bordo do avião papal, em Roma, de onde seguiu para Washington.

Os comentários do papa foram feitos em inglês, em uma clara indicação de que ele procurou falar diretamente aos fiéis americanos.

O tema de abusos sexuais cometidos por padres católicos poderá ofuscar os demais tópicos que o papa pretende tratar em sua visita oficial, que termina no domingo, em Nova York.

Os escândalos vieram à tona em 2002, na arquidiocesde de Boston. Mais tarde, surgiram denúncias semelhantes em diversas outras cidades americanas, muitas das quais datavam de décadas e que teriam sido acobertadas por reporesentantes do alto clero.

Os escândalos causaram “grande sofrimento à Igreja nos Estados Unidos, à Igreja como um todo e a mim, pessoalmente”, afirmou Bento 16.

Vergonha

“É difícil para mim entender como isso poderia acontecer”, acrescentou o papa. “Como foi possível que padres traíssem desta maneira a sua missão para com as crianças.”

“Estou profundamente envergonhado, e faremos o possível para termos bons padres em vez de muitos padres”, disse Bento 16. “Faremos o possível para sanar essa ferida.”

A Igreja gastou um total de US$ 2 bilhões em indenizações para as vítimas de abusos sexuais, mas muitos ativistas criticam o suposto acobertamento dos autores de crimes, que teriam sido transferidos para outras dioceses, em vez de denunciados de imediato.

A visita do papa é a primeira de um sumo pontifíce aos Estados Unidos desde a eclosão dos escândalos, e a primeira de Bento 16 ao país desde o início de seu papado, em 2005.

Condenação “tardia”

Muitas vítimas de abuso afirmam que a condenação papal chega tarde demais. É o caso da ativista Barbara Blaine, que preside a entidade Rede de Sobreviventes das Vítimas de Abuso cometidos por Padres (Snap, na sigla em inglês).

“O histórico do Santo Padre não tem sido bom”, afirmou Blaine à BBC Brasil. “Ele soube da ação dos predadores e não tomou uma atitude.”

“Ele chefiou o setor responsável pela doutrina da Igreja, que recebeu denúncias de todo o mundo, mas eles fizeram pouco ou nada”, acrescentou.

A organização afirma que a omissão da Igreja nos Estados Unidos ainda perdura, pois teriam surgido novas acusações acobertadas por representantes da alta hierarquia católica.

Mas muitos católicos não compartilham do ceticismo da ativista, como Ray Flynn, ex-embaixador americano no Vaticano que conhece Bento 16 desde o período em que ele era o cardeal Joseph Ratzinger, o principal ideólogo do Vaticano e o braço direito de João Paulo 2º.

“Ele seguirá frisando a transparência e a necessidade de que bispos cooperem com autoridades”, disse Flynn. “Ele é um rígido disciplinador.”

“No final das contas, é a lei moral que irá prevalecer”, avalia o ex-embaixador. “Se fosse para dar um apelido, eu o chamaria de o ‘papa antiacobertamento’. Ele é um linha-dura que fará o que for ao encontro do bem comum.”

Notícia retirada do portal da BBC Brasil

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: